Arquivos do Blog

As expectativas do mercado imobiliário para 2013

SP2-1280x1024

O mercado imobiliário em muitos momentos de 2012 pediu cautela. Apesar de momentos de instabilidade o crescimento do setor foi visível, porém não foi tão forte quanto nos últimos quatro anos. Para 2013 espera-se que o mercado se recupere e que encontre uma estabilização nos preços dos imóveis. O fato de não ter eleições municipais, segundo o presidente do Creci-RS, Flávio Koch, mostra que o mercado imobiliário vai ser um ano bom. “A política de financiamentos vai continuar, assim como estímulos bancários e conservação de taxas, beneficiando todos os grupos econômicos”, explica Koch.

O presidente enfatiza que as vendas irão acontecer em 2013, porém com mais tranquilidade, o que será bom para as empresas ligadas ao setor. “As construtoras irão atender com calma e com isso conseguirão construir e entregar os imóveis no prazo. Pois, quando há o boom imobiliário as empresas acabam atrasando as entregas por falta de mão de obra qualificada e de materiais”.

Para Mateus B. Facchin, diretor comercial da Iper Imóveis, o preço dos imóveis será mantido em 2013, e acredita na possibilidade de uma sutil alta nos valores. “O Mercado está em ótimo momento, impulsionado pelo crédito farto e pela facilidade de contratação. Por mais que tenhamos um número considerável de lançamentos, temos ainda grande demanda por moradia e investimento para atender, sem contar que, com a queda na taxa de juros, voltou a se tornar muito atrativo comprar imóveis para locação. Sem dúvida, esses fatores impulsionarão as vendas no próximo ano”, comenta Facchin.

A diretora da Taperinha Imóveis, Raquel Trevisan, diz aguardar que 2013 traga um crescimento sustentável para todo o setor. “Temos claro para a nossa empresa que os anos de 2010 e 2011 não voltarão mais, com todo aquele boom e demanda reprimida, com preços em crescimento vertiginoso”. Raquel completa falando que os profissionais ligados a este mercado gostariam que “os preços fossem mais ‘reais’, com oferta e demandas ajustadas e com uma concorrência mais profissional”.

Sobre a valorização do preço dos empreendimentos residenciais e comerciais acima da inflação nos últimos anos, o diretor comercial da Nex Group, Enio Pricladnitizki, conta essa alta é positiva e acontece por causa do aumento de custos de terrenos e mão de obra, além de novas exigências dos órgãos públicos que regulamentam a produção. “Isto traz a segurança de não estar se formando uma bolha imobiliária como aconteceu nos Estados Unidos. Por outro lado, o crédito imobiliário deve continuar farto e mais barato e as opções de investimento seguro tendem a remunerar cada vez menos o capital”, analisa. Ele ainda salienta que espera que os imóveis no próximo ano “continuem aumentando de preço acima da inflação, porém não tão acima quanto esteve nos últimos cinco anos”.

Fonte: http://linklar.com.br/editorial/2012/12/28/as-expectativas-do-mercado-imobiliario-para-2013/

Anúncios