Arquivos do Blog

Home office prático e funcional: você ainda vai querer ter um

Trabalhar em casa pode ser o sonho de alguns ou um pesadelo para outros. Disciplina, compreensão familiar e metas claras são as bases para que o negócio próprio triunfe entre quatro paredes. E mesmo quando o ambiente não é o local de trabalho oficial, é preciso ter um suporte mínimo necessário para finalizar o que nem sempre se concluiu no escritório. Ou seja, um home office funcional e agradável é meio caminho para que se atinja prazer e sucesso no negócio em casa.

15420814

“Em primeiro lugar vem a ergonomia, afinal passamos longas horas dentro deste ambiente de trabalho e conforto é o que buscamos. Trabalhar confortavelmente melhora seu desempenho e qualidade do trabalho feito. Seja em um escritório comercial ou residencial, fundamental é que seja um ambiente propício para a concentração, a criatividade e a produtividade”, afirma Fabiana Mazzotti, arquiteta do escritório Fabiana Mazzotti Arquitetura e Interiores.
Sabendo da necessidade e da importância de um home office, Fabiana desenvolveu projetos com conceitos semelhantes para dois de seus clientes em um prédio novo no bairro Três Figueiras, na Capital. Em ambos, o espaço arquitetado serve como suporte à atividade executada nas empresas, mas nem por isso o projeto pode ser menosprezado. A profissional aproveitou a área da sacada para, após fechamento com vidro, montar ali a reduzida, porém fundamental, área de trabalho.
No primeiro projeto (foto no alto), para um advogado, observe como o tom escuro da lâmina natural de madeira e da cadeira preta de tela dão ao espaço ar sóbrio e masculino. No segundo caso (abaixo), no imóvel de uma empresária que mora na serra gaúcha mas vem a Porto Alegre com frequência, a aplicação do mesmo piso desde o living até a sacada e a escolha por tons de base neutros contribuem para a unidade visual. A mesa foi feita em laca no tom vinho, já mais trabalhada e também sob medida, mas recebeu tampo de vidro para proteger de riscos e batidas.
A praticidade e o aproveitamento de área em ambos os casos fica evidente no painel de madeira do fundo que dá acesso por meio de uma pequena abertura à máquina externa do split, fundamental para eventuais manutenções ou reparos. No apartamento dele, a escolha de uma mesa solta permite que o móvel seja afastado e facilite o acesso às condensadoras.

Como o espaço é exíguo – as paredes do fundo têm, em média, 1,50cm de comprimento – o aproveitamento vertical teve de ser total. Note como os nichos aéreos sobre a bancada ajudam a guardar livros, expor objetos e ainda servem de base para a iluminação pontual voltada para a área de trabalho.
“É importante ter móveis nas medidas corretas, pensar nas cores que quer no espaço, acessórios para facilitar a sua vida, iluminação adequada e ter materiais e acabamentos que sejam duráveis. Tudo deve ser feito com cuidado para que você tenha um espaço agradável para trabalhar”, finaliza Fabiana.
Elaboramos uma série de dicas para o seu home office e seu trabalho funcionarem numa boa. Confira abaixo:
Tenha um local de trabalho apropriado: se você não tiver um dormitório ou uma área bem demarcada para tal fim em casa, tenha pelo menos um espaço separado para sua mesa, livros, telefone, canetas e papel. São raros os casos de pessoas que funcionam bem um dia na cama, outro no sofá e outro na mesa de jantar. Se o tipo de atividade que você faz em casa é de suporte à profissional feita na empresa, o escritório pode ser uma sacada, no quarto ou até mesmo em um ambiente de passagem. Porém, cuide para que a iluminação deste local seja adequada, para que haja ventilação suficiente e para que se consiga o mínimo de tranquilidade para concentração, se for o caso;
Estabeleça regras: quando estiver em seu espaço de trabalho, você não deve ser interrompido com problemas domésticos. Separe bem sua vida pessoal de sua vida profissional. Isso deve ficar bem claro para sua família, amigos e empregados domésticos. Não tenha receio de impor limites e dizer: “não posso, estou trabalhando”;
Tenha todos os itens que precisa disponíveis: computador, internet de qualidade, microfone e fones de ouvido, teclado e mouse. Você terá que fazer alguns investimentos e terá que cuidar da manutenção do seu escritório. Prepare-se para tomar nota de tudo que precisa e as providencie em seu tempo livre;
Compre uma mesa e uma cadeira confortáveis: você passará uma grande parte do seu dia neste ambiente então é preciso que ele seja confortável. Com boas pesquisas na internet é possível conseguir isso com um baixo investimento. Acredite: passar muito horas sentado em um banco ruim fará mais mal a sua coluna do que se pode imaginar;
Estipule uma rotina de trabalho: é importante que você defina seus horários. Determine seu horário de trabalho e os momentos nos quais você pode parar por um tempo e esfriar a cabeça, fazer outras coisas, tomar um café ou ir ao banheiro. Mas lembre-se: estes horários devem ficar claros para você e seu time;
Gerencie seu tempo nas redes sociais: pode parecer bobagem, mas sem um policiamento você gastará grande parte do dia sem nem perceber. Eventualmente você gastará algum tempo com isso, principalmente se seu trabalho envolve internet, porém saiba que esse tempo gasto não pode tornar-se regra. Seja firme e disciplinado com o próprio tempo;
Estimule-se visualmente: ter uma parede pintada de uma cor vibrante ou intensa ajuda aqueles que precisam produzir com criatividade e originalidade. Vermelho, amarelo, rosa e laranja costumam funcionar sobre uma base neutra e ajudam a pontuar em objetos e mobiliário móvel. Lembre-se: tons frios deixam a peça mais tranquila e relaxante, e os terrosos, mais sóbrio e sofisticado. Se tiver espaço, avalie a possibilidade de pintar uma parede ou uma parte dela com a tinta lousa, onde você poderá deixar recados, frases e pensamentos estimulantes. Emoldure fotos, quadros de valor sentimental e pôsteres que até então estavam guardados. Tudo isso, visualizado diariamente, ajuda a criar um cantinho pessoal, cheio de energia e estimulante;
Organize as tarefas para o dia: tente fazer este planejamento como sua primeira tarefa todas as manhãs, desta forma você e seus colegas saberão o que esperar ao final do de trabalho dia (e você evitará sair do percurso). Você pode experimentar ferramentas de produtividade ou um simples bloco de notas (use a ferramenta que consumirá menos tempo para manter);
Desabilite as notificações de alguns aplicativos: elas geram muito ruído e acabam por atrapalhar e desconcentrar (Skype, Gtalk, aplicações desktop para Facebook e Twitter): logicamente é importante saber dos e-mails que recebemos, mas não é produtivo ser alertado sobre cada novo spam ou contato que fica online. Saiba administrar o tempo “para cada atividade”.

 

Fonte: http://revista.penseimoveis.com.br/especial/rs/editorial-imoveis/capa,0,0,0,0,Home-Dussanti.html

Anúncios

Veja tendências de decoração para 2013 e se inspire

422468064

O ano de 2013 já está quase chegando à metade, mas nem por isso, devemos deixar de analisar as tendências decorativas do período. Afinal nunca é tarde para repaginar o visual da casa, não é mesmo? A decoração deve suprir as necessidade de cada ambiente e oferecer um estilo original e cheio de personalidade para os moradores. Para isso, as tendências surgem com o intuito de orientar e indicar o caminho mais certo a ser percorrido. Claro que nem tudo deve ser absorvido, mas é importante estar por dentro do assunto.

O mercado de decoração está repleto de novidades e mudanças. Elas vão desde o mobiliário até os revestimentos, e prometem dar um toque moderno e prático para o dia a dia da casa. Quem gosta de decorar e se inteirar nesse universo, não pode deixar de conferir as dicas de composição de ambientes para o ano de 2013 que nós separamos. Com tantas alternativas, o desafio está em escolher a melhor a opção para o seu caso.

Tendências

Uma das grandes tendências do ano é a estética metalizada. Esse estilo de decorar se encaixa perfeitamente com composições urbanas e modernas. Além, dos tons prateados, o acobreado também aparece para enriquecer os ambientes. Para quem quer criar um ambiente diferenciado, apostando na tendência, o papel de parede metalizado é uma boa alternativa.

Quem gosta de seguir uma linha mais tradicional na hora de decorar, pode apostar no minimalismo, porque ele nunca esteve tão em alta. O conceito de quê menos é mais, explora a simplicidade no design, nas cores e nas formas. Outra tendência discreta e charmosa são tons pastel. As cores clarinhas são muito bem vindas para decoração de todos os ambientes da casa, conferindo delicadeza aos cômodos.

Quando o assunto é revestimento, o que faz sucesso é o piso cerâmico. O material deixa os ambientes com um ar moderno e tem semelhanças com o mármore. Sofisticação pura. E pra falar em móveis, os estofados arredondados, são os queridinhos do ano.

Fonte: http://www.correiodoestado.com.br/noticias/veja-tendencias-de-decoracao-para-2013-e-se-inspire_182912/

Oito ideias para a decoração da sua sala home theather

As propostas apresentadas neste artigo, abordam oito distribuições que ajudá-lo-ão a transformar a sua sala numa sala de cinema “home theater”.

Assim, vamos abordar de foram ilustradas varias opções para como a Tela embutida e vista privilegiada, decoração feito sob medida, usando tons em branco e laranja, ideias para clarear, aproveitado o conforto de cinema, criando espaços integrados, modulares e metálicos, e ainda aproveitando o espaço Irregular.

 

Tela embutida e vista privilegiada

 

1
O estilo predominantemente clássico é quebrado com as peças de desenho contemporâneo neste ambiente. Integrado ao espaço, o home theater, de 40 metros quadrados, recebeu uma estante de madeira pintada que abriga, a parte superior centra, um nicho para embutir a tela e, nas laterais, espaço para os equipamentos de som.

Quando não usada, a tela dá espaço ao bar, com fundo de espelho e iluminação embutida. Sofás pretos compõem com a poltrona, banqueta e almofadas revestidas de jacquard bege com motivo africano. A mesa de centro e o aparador, ambos com pés cromados e tampo de vidro, sobre tapete claro, complementam o espaço.

 

Feito sob medida

2

Mobiliário sob medida para aproveitar todos os espaços é o destaque deste projecto. O home theater de 12 metros quadrados, recebeu sofá em L e de linhas rectas, mantendo a unidade de tons com o piso de travertino romano rústico.

Para contrastar, um móvel baixo de radica de imbuía, abriga os equipamentos electrónicos e pufes de couro também funcionam como mesa de centro. As amplas janelas foram cobertas por persianas, como solução de leveza além de impedir o reflexo de luz na tela plana, posicionada na parede.

 

Em branco e laranja

3

Local de encontro familiar, este home theater, de 17,78 metros quadrados, deveria atender ao pedido dos proprietários que desejavam um ambiente clean, prático e muito confortavel. Os módulos de armários brancos com nichos para encaixe dos electrónicos em vários tamanhos e alturas.

De linhas rectas e sem detalhes, acompanham os estofados também brancos, poltronas que viram chaise e pufes de apoio sob a mesa de centro, para pequenos lanches, O contraste fica com as paredes revestidas de palha em tom laranja.

 

Para clarear

4

A proposta foi deixar o espaço, de 24 metros quadrados, mais claro e iluminado. Nas paredes foi usada a cor barbante bem suave e tetos, portas e móvel do home theater foram pintados de branco.

O piso também recebeu a cor branca na pátina para ajudar a ampliar o espaço. A sanca de gesso contorna todo o ambiente com iluminação embutida. Como a sala deveria abrigar os equipamentos de som e imagem, dois sofás de veludo e poltronas de couro branco dão o conforto necessário.

 

Conforto de cinema

5

Cerca de 24 metros quadrados é a metragem deste home theater. A proposta do projecto foi integrar os equipamentos electrónicos ao espaço, deixando o ambiente completo para receber os amigos.

O teto foi rebaixado com gesso para embutir os fios, caixas de som, iluminação e a tela. Um sofá arredondado, colocado de frente para a tela, delimita a área e cria a separação com a sala de jantar. Um pufe, no centro, substitui a mesa. Um móvel de madeira marfim e tampo de vidro foi projectado para abrigar os acessórios electrónicos. Todos os equipamentos são monitorados por controle remoto.

 

Espaço Integrado6

Este espaço, de 36 metros quadrados, abriga o home theater e o canto da lareira. De um lado, um confortável sofá foi posicionado de frente para o aparelho da televisão, que acomoda todo o equipamento do home theater distribuído em duas estantes laterais.

As poltronas, acompanhando o tom dos móveis, podem ser deslocadas quando necessário. Atrás do sofá, com direito a um lugar especial para relaxar, está a chaiselongue, delimitando o canto da lareira. Assim, os dois ambientes integrados assistem com conforto a programação da tela.

 

Modular metálico

7

Utilizado também como sala de estar, este home theater, de 30,80 metros quadrados. O amplo sofá de couro com almofadas de lona, colocado em L, compõem-se com as duas poltronas de encosto semi-circular em tons abóbora e creme.

Desenhado pelos arquitectos, o móvel modular metálico, que comporta a televisão e os demais equipamentos electrónicos, é composto por gavetas na parte inferior e guarda CDs e DVDs de forma organizada.

Na parede oposta, texturizada com massa corrida e tinta cm diversos tons de verde fosco, estão os armários numa composição geométrica para abrigar o bar. A mesa de centro com rodízios e estreitas gavetas, que deslizam sob o vidro, guarda fotos da família.

 

Em espaço Irregular8

 

A forma irregular do ambiente, de 22 metros obrigou os decoradores por adaptarem por um sofá de canto com mais um complemento, executado por tapeceiro, para cobrir três paredes do espaço, tornando-o confortável e aconchegante.

Uma das paredes foi revestida de palha nos tons das almofadas e do tapete de sisal com seda. A mesa de centro, no mesmo estilo rústico de fibras naturais, tem tampo de bambu prensado. Bem dimensionada, a estante abriga os equipamentos de som e imagem em nichos próprios.

Fonte: http://www.casaeplanos.com/sala-decoracao/oito-ideis-decoracao-sala-home-theater.html

Lustres: modelos que são tendência para você decorar a sua casa

Aposte nos lustres para completar a decoração dos seus ambientes. Veja algumas dicas abaixo de grandes profissionais da área:

 

Volume

As luminárias do espaço Antiquário Began, assinado pelo arquiteto João Paulo Senziani, são feitas em fibra ótica com fadas de porcelanas da marca espanhola Lladró, assinadas por Niagara Chandelier Lladro

lustre-10860 (1)

 

Luxo e glamour

A Suíte de Claudia Leitte, decorada pela arquiteta Karina Afonso, ganhou um lustre assinado por Philippe Starck, no valor de R$ 230 mil

2

Todo azul

O lustre azul faz parte da casa Contêiner, que possui uma cozinha itinerante projetada pela arquiteta Brunete Fraccaroli

3

Ilumine-se

A suíte do Bem-Estar, da arquiteta Betina Gomes, ganhou um tom iluminado com o lustre dourado que imita galhos secos

4

Brincadeira

O lustre lúdico e colorido dá um toque especial à Suite da Filha Vaidosa, projeto arrojado e moderno de Clélia Regina Angelo

5

Delicadeza

O lustre em cristal Baccarat proporciona um toque de luxo casual ao ambiente Recepção do Hotel, de Denise Monteiro

6

Combinação

Lustres de diferentes tamanhos, modelos e cores iluminam o Quarto da Estudiosa, projetado por Ellen Cavalcante e Paula Ferraz para a Casa Kids

7

Regional

A decoração do Lounge do Músico, criado em homenagem à cantora Fafá de Belém, foi complementada com o lustre Baccarat, inspirado na arquitetura da região norte do país

8

Requinte

O Loft Rosita Missoni, do arquiteto Leo Shetman, tem lustres contemporâneos com um tom de vanguarda, que combinam com o estilo da grife Missoni, a homenageada da vez

9

Protagonista

Na Sala de Estar, dos arquitetos Nicolas e Iara Kílaris, o lustre de cristal roubou a cena

10

Cibernético

O lustre rebuscado é do Cyber Game Room, espaço de design moderno e ousado do arquiteto Daniel Kalil

11

Criatividade

Detalhe do lustre da Suíte Vivianne Senna, assinada por Denise Barretto

12

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/casa/fotos/decoracao/lustres-modelos-sao-tendencia-voce-decorar-sua-casa-630838.shtml#12

TAPETES: Uma decisão importante para cada ambiente.

tapete5

Dada a enorme variedade de opções disponíveis, escolher tapetes para a sua casa pode ser um desafio tão grande como decidir o mobiliário para um quarto de casal ou eleger um sofá para a sala.

Com etiquetas de preços bastante dispares, fabricados artesanal ou industrialmente, assinados por uma conceituada marca ou designer, há que decidir ainda material, textura, tamanho, formato, cor, quantidade, com ou sem padrão. Passo a passo, este guia vai ajudá-lo a cobrir o chão da sua casa com muito estilo e conforto.

Decoração vs. Função

Para além de puramente decorativos – enquanto verdadeiras “obras de arte” conferem vida instantânea a qualquer espaço, sendo ainda um bom ponto de partida para começar a decorar uma divisão – os tapetes têm várias funções práticas: aquecem e são aconchegantes, escondem eventuais defeitos no chão, abafam ruído, protegem o chão de riscos, são fáceis de armazenar (ocupando pouco espaço), de transportar para outra divisão ou outra casa, na hora da mudança.

Chão de eleição

O local onde o tapete é destinado vai influenciar muito a sua escolha, ou seja, cada chão deve ser vestido conforme a utilização do espaço em questão. Colocar um tapete persa muito caro no quarto de brincar da pequenada não será o mais indicado; o mesmo se pode dizer, por exemplo, sobre um tapete com pêlo na cozinha. Idealmente, para locais como a cozinha ou a casa de banho – que têm grande movimento e sujam-se facilmente – deve escolher tapetes de fácil manutenção, ou seja, que podem ser lavados na máquina e pouco grossos, para secarem depressa.

Formatar os tapetes

Para além dos tradicionais tapetes quadrados e rectangulares, os tapetes redondos e ovais têm ganha cada vez mais destaque enquanto peça de decoração que, estrategicamente pousada no chão, tem um resultado surpreendente. Igualmente inovadores são os runners, tapetes estreitos e compridos para animar espaços mais comprimidos. Experimente vestir o seu chão com formatos originais!

Cores no chão

Elemento chave de qualquer ambiente, as cores dos tapetes devem estar de acordo com a restante decoração, ou seja, devem conter pelo menos uma das cores neutras presentes nas paredes ou nos têxteis da divisão. Obviamente que, dependendo da sua localização, os tapetes claros vão sujar-se mais fácil e frequentemente do que tapetes escuros e isto é importante ter em conta uma vez que os tapetes nem sempre são práticos, nem baratos de limpar. No entanto, a opção por determinado tom tem ainda outras vantagens: um tapete escuro pode funcionar como um excelente ponto focal, ora num espaço de grandes dimensões, ora num espaço com detalhes arquitectónicos menos agradáveis; um tapete claro, por sua vez, cria a ilusão de espaço.

Padrões perfeitos

Tapetes com padrões são uma delícia para qualquer chão – não tenha receio de escolher tapetes padronizados (geométricos, orientais, florais) em vez de lisos ou então de combinar os dois. No entanto, o ideal é não ultrapassar os dois padrões por divisão e, mesmo assim, é necessário criar um equilíbrio estético: se o sofá tiver um pequeno padrão floral, pode optar por um tapete com um padrão maior; se as cortinas ou outros têxteis ostentarem padrões de grandes dimensões, o padrão do tapete deve ser menor. Por outro lado, um tapete com um desenho central só funcionará num espaço onde a mobília pode estar disposta em torno do mesmo ou sob uma mesa de vidro, por exemplo. A escolha de determinado padrão também tem outras particularidades: um tapete com riscas horizontais vai fazer uma divisão estreita parecer mais larga.

Dimensões & Quantidade

Actualmente, não é difícil adquirir um tapete com medidas personalizadas, no entanto, saiba que para determinar o tamanho máximo que um tapete possa ter numa determinada divisão, deve existir pelo menos 91 cm em toda a volta, criando assim uma espécie de moldura entre o tapete e as paredes. No caso da sala de jantar, certifique-se que o tapete é maior que a mesa, para que as respectivas cadeiras possam repousar sobre ele, mesmo quando puxadas para trás. Por exemplo, uma mesa para 12 pessoas requer um tapete de, pelo menos 4 x 3 metros, enquanto uma mesa para 8-10 pessoas já pede um tapete mais pequeno (3 x 2,5 metros). Em termos de quantidade, dois ou mais tapetes numa única divisão são perfeitos para criar espaços distintos (sala de estar e sala de jantar quando estão na mesma divisão; espaço de dormir e espaço de trabalho no quarto de um adolescente, por exemplo), para definir as áreas de passagem e agrupar diferentes peças de mobília que possam parecer dispersas.

Tendências

Embora não existam modelos certos e errados, mas sim tapetes clássicos e contemporâneos, a verdade é que também estas peças decorativas são alvo das tendências e as atuais apontam para:

– Tapetes de feltro;
– Tapetes produzidos com materiais naturais;
– Tapetes com texturas profundas e apelativas ao toque (de pés e mãos);
– Cores sóbrias, mas padrões vivos (geométricos e tradicionais);
– Tapetes com formatos irregulares;
– Tapetes com fibras acetinadas para um brilho espectacular vindo do chão;
– Tapetes de sisal (com novas texturas, padrões e bordas coloridas);
– Tapetes finos;
– Menos uso dos tapetes com pêlo e/ou despenteados.

Fonte: http://eudecoro.com/artigos/guia-para-escolher-tapetes