Arquivo mensal: agosto 2013

Closet e armários em ordem: saiba como organizar, deixar tudo à mão e conservar suas roupas

Os closets são uma verdadeira “mão na roda” para quem está precisando de um espaço maior para guardar roupas e acessórios. Porém, não adianta nada ter um se ele não estiver devidamente organizado. Quem, por enquanto, só está sonhando com o closet, pode aproveitar algumas dicas para colocar o armário em ordem.

De acordo com a arquiteta Deise Senff, da ExecutarQ, antes de instalar o closet é importante verificar as condições do ambiente que receberá o móvel. “É preciso checar se as paredes e o teto estão em bom estado, sem nenhum tipo de vazamento, rachadura ou sinal de mofo”, alerta a arquiteta. Se algo estiver errado, pode prejudicar o móvel. Ainda segundo a arquiteta, em alguns casos é possível se pensar em um modelo de ventilação para o closet, por isso é vantajoso usar o trabalho de um arquiteto para planejar o seu.
O arquiteto vai montar o closet de acordo com as suas necessidades. “Quem tem muitas roupas em cabides, vai precisar de um espaço maior no cabideiro, já quem possui muitos acessórios, vai sentir necessidade de um espaço específico para eles, e assim por diante”, exemplifica Deise. A arquiteta também conta que as mulheres andam pedindo muito um espaço dedicado a elas no closet, como uma espécie de penteadeira, com espelho e espaços individualizados para cada tipo de acessório e até cosméticos. “Se o ambiente for grande, fica legal colocar uma cadeira de frente para um espelho bem iluminado, ideal para se maquiar”, sugere Deise.
Outros dois pontos relevantes na hora de se pensar o closet são a iluminação e o chão. A iluminação deve valorizar o móvel e deixá-lo bonito e agradável de se olhar, mas mais do que isso, deve ser funcional. Você vai precisar de bastante luz (e uma luz que não confunda sua visão) para escolher o que vestir e não sair descombinado de casa, usando uma blusa verde que no armário parecia preta. Sobre o segundo ponto, referente ao chão, a arquiteta sugere os laminados. Caso o piso seja frio, invista nos tapetes. Porém, evite os carpetes, que são difíceis de limpar e costumam juntar poeira. “O closet deve ser aconchegante e permitir que você fique descalço enquanto escolhe o que vestir”, afirma Deise.
Dicas de organização

Nenhum móvel é pequeno demais que não suporte todo o seu arsenal de roupas, sapatos, bolsas e demais acessórios – indispensáveis, principalmente, em um armário ou closet feminino. Para começar, basta eleger o estilo de roupas que você mais usa e conceder a elas o espaço mais privilegiado do closet. Este espaço é o cabideiro ou arara. De acordo com a consultora de organização da Domus Organizzare, Rosângela Campos, o armário ideal é aquele que conta com um grande espaço para pendurar as roupas.
Segundo Rosângela, o cabideiro é a melhor opção para manter as roupas organizadas e conservadas (sem nenhum amassado). Além disso, penduradas, as roupas ficam bem mais fáceis de serem encontradas – principalmente se estiverem organizadas por cor e comprimento.

12123404

12123396

Veja mais dicas da consultora em organização, Rosângela Campos, para nunca mais deixar a bagunça invadir o seu armário.

– As araras são o espaço mais valioso de seu móvel. Coloque ali as peças mais usadas no dia a dia. O vestido de festa, usado uma vez por ano, irá para uma caixa transparente nas prateleiras mais altas.

– Nas prateleiras baixas coloque as peças que podem ser dobradas, como as básicas ou as usadas com menos frequência.

– Use as laterais de seu móvel para organizar echarpes, mantas e cintos. Assim você otimiza incrivelmente umas duas ou três gavetas.

– Utilize a parte mais baixa do móvel para organizar os sapatos. Caso o seu espaço seja reduzido, providencie um puff com tampa e coloque ali: tênis, rasteiras e chinelos, todos em pé – para que você possa visualizar tudo. O puff servirá, ainda, para você sentar enquanto veste os sapatos.

– Para multiplicar o espaço do móvel, a alternativa mais eficiente e econômica é remover algumas prateleiras e no mesmo espaço colocar araras. Fazendo isso você consegue guardar em torno de 40% mais roupas.

– O que não se vê, não se usa – esta regra é inviolável. Se você quiser usar todos os seus acessórios, roupas e outros itens, esqueça as caixas coloridas. Providencie caixas transparentes, empilháveis e que permitem a ventilação para acomodar o que pode ficar em caixas – elas costumam triplicar o espaço no móvel.

12123398

– Nas gavetas, procure colocar as peças pequenas e íntimas.

– Cuidado com os excessos de “rolinhos”, eles ficam lindos em revistas de decoração, mas na hora de usar a peça ela estará toda amassada.

– Procure remover de seu armário ou closet: papéis, documentos, fotos e tudo o que não for de vestir. Além de estarem ocupando um espaço que não é ideal para eles, a poluição visual é certa.

– Para os armários femininos: tudo à vista, prático e ao alcance das mãos. Esqueça a parte de trás do móvel e as caixinhas que escondem seus itens. Mulheres são visuais. Siga a regra e a bagunça não volta.

– Para os armários masculinos: tudo impecavelmente dobrado. Camisas, camisetas e polos em cabides – homens precisam acessar. Se o acesso for pleno, ele manterá exatamente tudo na mais perfeita ordem.

12123409

Para conservar o seu armário e suas roupas

A pior inimiga de qualquer armário é a umidade, causadora do temido mofo. Para acabar de vez com esse problema, a consultora em organização sugere que uma vez por semana todos os compartimentos do armário sejam abertos e se deixe uma estufa ligada no ambiente por pelo menos uma hora. Como em um passe de mágica a umidade e o odor do mofo desaparecem. “Esqueça os sabonetes e os saches perfumados para tirar o cheiro de mofo das roupas, isso tende a piorar a situação com a misturança de odores”, revela Rosângela.

Anúncios

Arquitetos dão dicas para decorar ambientes com estilo

“Design é sinônimo de conforto”, “Utilize no máximo três cores” e “Invista no verde-esmeralda”. Estas são algumas das dicas dos profissionais participantes da Decora Etna.

A loja de artigos para casa Etna promoveu o DecoraEtna, uma mostra de decoração com ambientes construídos com artigos da loja. A mostra trouxe 27 espaços alguns feitos por arquitetos renomados, como Brunete Fraccaroli, Francisco Cálio e Sabrine Santos. Além de decorar o ambiente, cada arquiteto deu uma dica de decoração. Conheça as dicas e veja como cada uma delas aplicadas no ambiente.

Serviço

A DecoraEtnapode ser visitada até o fim de junho na loja Etna Berrini, localizada na Av. Dr. Chucri Zaidan, 281, São Paulo. A loja abre de segunda a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 11h às 20h.

brunette-fracarolli

Brunete Fraccaroli, autora do Loft Azul e Vermelho, aposta na multiplicidade de móveis: “Procure explorar os ambientes de forma prática e integrada, como áreas para receber amigos e familiares de forma confortável, com sofás, poltronas e cadeiras diferentes, além de pufes e mesas de apoio. Utilize cores e combinações para alegrar e dar vida ao ambiente”. No seu ambiente (69 m²), predominam as duas cores básicas azul e vermelho. A cama baixa contrasta com o assento de apoio. Uma poltrona de madeira cria mais um espaço para sentar-se.

 

anderson-scriboni
“Invista no verde-esmeralda, a cor que veio para ficar e trate com elegância qualquer espaço da sua casa.”, diz Anderson Scriboni, autor da sala de jantar Nobre Berilo (40 m²). Escolhido como cor do ano pela empresa Pantone, o tom ressalta os móveis brancos ou cor de algodão e linho crus da sala de jantar. A prateleira de livros ao fundo foi usada como armário de cozinha. Além de uma mesa de dez lugares, o espaço tem locais de descanso para a família dividir-se em grupos menores após o jantar.

 

 

suzy-melo
Não tenha medo de misturar materiais e cores é o conselho das arquitetas Carolina Melo e Suzy Melo, autoras do Home Urbano. No living de 34 m², a dupla pratica o que prega, misturando tons sóbrios com objetos amarelos. “A estante de colmeia preta com uma simples pintura colorida ao fundo muda todo o contexto, gerando um resultado surpreendente e personalizado”, demonstram as arquitetas. Outra virtude do ambiente é ter múltiplos usos: o sofá ajuda a reunir os amigos, há uma pequena mesa para lanches e uma poltrona para leitura ou descanso. O espelho fumê torna o living mais sofisticado.

 

 

francisco-calio

 

“Sempre utilize, no máximo, três cores”, diz o arquiteto Francisco Cálio, autor da sala de estar Asiático Moderno. O vermelhão marca o ambiente (33 m²), que também explora o amadeirado e cinza. Quadros com imagens urbanas na parede dão profundidade à sala de estar; já os móveis de madeira transmitem aconchego.

 

leonardo-junqueira

“Design é sinônimo de conforto”, diz Leonardo Junqueira, autor da Sala de estar confortável. A sensação de acolhimento da sala de 39 m² fica por conta dos tons de marrom e de algodão cru, da iluminação e dos móveis generosos. Inspirado nos lofts nova-iorquinos, esse ambiente incorpora espaço para almoçar. Ao fundo, uma estante cobre toda a parede e funciona tanto como estoque de objetos quanto mostruário.

 

sabrine-santos

Substituir o abajur por pendentes de iluminação tornam o ambiente diferente; assim como usar um painel de espelhos acima da cabeceira da cama. A dica da arquiteta Veridiana Gonzaga foi aplicada no Loft Contemporâneo (64 m²), que ela ajudou a montar e é assinado pela arquiteta Sabrine Santos. Móveis de madeira e peças de fibra dão aconchego ao quarto do ambiente. O pendente que imita lâmpadas fluorescentes é feito, na verdade, de lâmpadas halógenas, que ajudam a revelar a cor dos objetos. Espelhos cobrindo toda a porta do armário trazem profundidade ao espaço.

Fonte: http://casa.abril.com.br/materia/arquitetos-dao-dicas-como-decorar-ambientes-com-estilo

Home office prático e funcional: você ainda vai querer ter um

Trabalhar em casa pode ser o sonho de alguns ou um pesadelo para outros. Disciplina, compreensão familiar e metas claras são as bases para que o negócio próprio triunfe entre quatro paredes. E mesmo quando o ambiente não é o local de trabalho oficial, é preciso ter um suporte mínimo necessário para finalizar o que nem sempre se concluiu no escritório. Ou seja, um home office funcional e agradável é meio caminho para que se atinja prazer e sucesso no negócio em casa.

15420814

“Em primeiro lugar vem a ergonomia, afinal passamos longas horas dentro deste ambiente de trabalho e conforto é o que buscamos. Trabalhar confortavelmente melhora seu desempenho e qualidade do trabalho feito. Seja em um escritório comercial ou residencial, fundamental é que seja um ambiente propício para a concentração, a criatividade e a produtividade”, afirma Fabiana Mazzotti, arquiteta do escritório Fabiana Mazzotti Arquitetura e Interiores.
Sabendo da necessidade e da importância de um home office, Fabiana desenvolveu projetos com conceitos semelhantes para dois de seus clientes em um prédio novo no bairro Três Figueiras, na Capital. Em ambos, o espaço arquitetado serve como suporte à atividade executada nas empresas, mas nem por isso o projeto pode ser menosprezado. A profissional aproveitou a área da sacada para, após fechamento com vidro, montar ali a reduzida, porém fundamental, área de trabalho.
No primeiro projeto (foto no alto), para um advogado, observe como o tom escuro da lâmina natural de madeira e da cadeira preta de tela dão ao espaço ar sóbrio e masculino. No segundo caso (abaixo), no imóvel de uma empresária que mora na serra gaúcha mas vem a Porto Alegre com frequência, a aplicação do mesmo piso desde o living até a sacada e a escolha por tons de base neutros contribuem para a unidade visual. A mesa foi feita em laca no tom vinho, já mais trabalhada e também sob medida, mas recebeu tampo de vidro para proteger de riscos e batidas.
A praticidade e o aproveitamento de área em ambos os casos fica evidente no painel de madeira do fundo que dá acesso por meio de uma pequena abertura à máquina externa do split, fundamental para eventuais manutenções ou reparos. No apartamento dele, a escolha de uma mesa solta permite que o móvel seja afastado e facilite o acesso às condensadoras.

Como o espaço é exíguo – as paredes do fundo têm, em média, 1,50cm de comprimento – o aproveitamento vertical teve de ser total. Note como os nichos aéreos sobre a bancada ajudam a guardar livros, expor objetos e ainda servem de base para a iluminação pontual voltada para a área de trabalho.
“É importante ter móveis nas medidas corretas, pensar nas cores que quer no espaço, acessórios para facilitar a sua vida, iluminação adequada e ter materiais e acabamentos que sejam duráveis. Tudo deve ser feito com cuidado para que você tenha um espaço agradável para trabalhar”, finaliza Fabiana.
Elaboramos uma série de dicas para o seu home office e seu trabalho funcionarem numa boa. Confira abaixo:
Tenha um local de trabalho apropriado: se você não tiver um dormitório ou uma área bem demarcada para tal fim em casa, tenha pelo menos um espaço separado para sua mesa, livros, telefone, canetas e papel. São raros os casos de pessoas que funcionam bem um dia na cama, outro no sofá e outro na mesa de jantar. Se o tipo de atividade que você faz em casa é de suporte à profissional feita na empresa, o escritório pode ser uma sacada, no quarto ou até mesmo em um ambiente de passagem. Porém, cuide para que a iluminação deste local seja adequada, para que haja ventilação suficiente e para que se consiga o mínimo de tranquilidade para concentração, se for o caso;
Estabeleça regras: quando estiver em seu espaço de trabalho, você não deve ser interrompido com problemas domésticos. Separe bem sua vida pessoal de sua vida profissional. Isso deve ficar bem claro para sua família, amigos e empregados domésticos. Não tenha receio de impor limites e dizer: “não posso, estou trabalhando”;
Tenha todos os itens que precisa disponíveis: computador, internet de qualidade, microfone e fones de ouvido, teclado e mouse. Você terá que fazer alguns investimentos e terá que cuidar da manutenção do seu escritório. Prepare-se para tomar nota de tudo que precisa e as providencie em seu tempo livre;
Compre uma mesa e uma cadeira confortáveis: você passará uma grande parte do seu dia neste ambiente então é preciso que ele seja confortável. Com boas pesquisas na internet é possível conseguir isso com um baixo investimento. Acredite: passar muito horas sentado em um banco ruim fará mais mal a sua coluna do que se pode imaginar;
Estipule uma rotina de trabalho: é importante que você defina seus horários. Determine seu horário de trabalho e os momentos nos quais você pode parar por um tempo e esfriar a cabeça, fazer outras coisas, tomar um café ou ir ao banheiro. Mas lembre-se: estes horários devem ficar claros para você e seu time;
Gerencie seu tempo nas redes sociais: pode parecer bobagem, mas sem um policiamento você gastará grande parte do dia sem nem perceber. Eventualmente você gastará algum tempo com isso, principalmente se seu trabalho envolve internet, porém saiba que esse tempo gasto não pode tornar-se regra. Seja firme e disciplinado com o próprio tempo;
Estimule-se visualmente: ter uma parede pintada de uma cor vibrante ou intensa ajuda aqueles que precisam produzir com criatividade e originalidade. Vermelho, amarelo, rosa e laranja costumam funcionar sobre uma base neutra e ajudam a pontuar em objetos e mobiliário móvel. Lembre-se: tons frios deixam a peça mais tranquila e relaxante, e os terrosos, mais sóbrio e sofisticado. Se tiver espaço, avalie a possibilidade de pintar uma parede ou uma parte dela com a tinta lousa, onde você poderá deixar recados, frases e pensamentos estimulantes. Emoldure fotos, quadros de valor sentimental e pôsteres que até então estavam guardados. Tudo isso, visualizado diariamente, ajuda a criar um cantinho pessoal, cheio de energia e estimulante;
Organize as tarefas para o dia: tente fazer este planejamento como sua primeira tarefa todas as manhãs, desta forma você e seus colegas saberão o que esperar ao final do de trabalho dia (e você evitará sair do percurso). Você pode experimentar ferramentas de produtividade ou um simples bloco de notas (use a ferramenta que consumirá menos tempo para manter);
Desabilite as notificações de alguns aplicativos: elas geram muito ruído e acabam por atrapalhar e desconcentrar (Skype, Gtalk, aplicações desktop para Facebook e Twitter): logicamente é importante saber dos e-mails que recebemos, mas não é produtivo ser alertado sobre cada novo spam ou contato que fica online. Saiba administrar o tempo “para cada atividade”.

 

Fonte: http://revista.penseimoveis.com.br/especial/rs/editorial-imoveis/capa,0,0,0,0,Home-Dussanti.html